Salir do Porto e Alcobaça – Portugal

Domingo de sol e fomos conhecer Salir do Porto que fica meia hora de casa – estamos morando em Óbidos. Primeira parada foi no Miradouro da cidade (mirante). Deixamos o carro e subimos uma escadinha e já lá estávamos. Lá de cima dá para ver direitinho a Baía de São Martinho do Porto com seu formato de concha. Apesar de estar localizada entre Peniche e Nazaré – duas cidades super famosas pelo surf – essa praia é conhecida por ser a praia das crianças pois é super calma o ano inteiro por ser uma baía protegida do mar aberto.

Pegamos o carro e fomos por uma estradinha de terra super tranquila até a Capela de Santa Ana que foi recentemente reformada – no Google Maps ainda é possível ver as fotos da ruína. Estacionamos e andamos uns 5 minutos até ela.

No caminho vimos a Praia de São Romeu que achei super linda e com um mar clarinho. A capela estava fechada mas mesmo assim vale a vista pois ela fica localizada bem na ponta e dá para ver o quão perto fica da outra ponta da baía. Só tomem cuidado pois tem várias pedrinhas pequenininhas que tornam o caminho da capela até a ponta um pouco escorregadia.

Praia de São Romeu

Seguimos então para Alcobaça, parando primeiro no Castelo de Alcobaça – hoje apenas ruínas – mas lugar de importante valor para a cidade. Vou escrever um breve resumo do que aconteceu por lá. Acredita-se que foi construído no século VI ou VII e conquistado em 1143 por Portugal. Depois foi atacado pelos mouros, reconstruído, sofreu terremoto, foi reparado e então mais um terremoto em 1755 o destruiu quase que completamente restando as ruínas que lá estão. Depois de dado como extinto, o castelo ainda foi utilizado como pedreira, depósito de água para a população e teve parte da muralha reconstruída. O acesso a ele e a manutenção de limpeza ao seu redor só foi feito quando a Rainha da Inglaterra foi visitar nos anos 50. Ufa! Super histórico né?!

Ruínas do Castelo
Vista do Monastério para o Castelo

De lá andamos pela cidade passando pelo Jardim do Amor aonde os rios Alcoa e Baça – que deram origem ao nome da cidade – se encontram. Diz a lenda que Alcoa e Baça eram dois jovens apaixonados e os rios vieram de suas lágrimas – um de tristeza e outro de desgosto. Mais detalhes na foto abaixo:

Fomos então ao Mosteiro de Alcobaça (gratuito para moradores aos domingos) e ficamos impressionados – o lugar é muito bonito e de uma arquitetura surreal. Azulejos, arcos, estátuas, tudo muito rico em detalhes. Ficamos uns 40 minutos por lá e a saída é dentro da igreja aonde tem o túmulo do Dom Pedro I e Inês de Castro. Achei super válido o passeio para conhecer mais a primeira construção gótica de Portugal e um dos mosteiros medievais mais importantes do país.

Um comentário em “Salir do Porto e Alcobaça – Portugal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s