Ilhabela – SP – Brasil

Uma das maiores e mais bonitas ilhas do Brasil tem muito a oferecer já que conta com mais de 40 praias e diversas cachoeiras – algumas com acesso bem limitado. Por lá tem muitos navios naufragados também, um prato cheio para mergulhadores. A parte oeste da ilha – a que é virada para São Sebastião pode ser feita toda de carro ou transporte público, já o outro lado apenas com trilhas, jeeps ou barco. Ou seja, Ilhabela tem com certeza algo para te agradar.

Para chegar na Ilha de São Sebastião – ou Ilhabela como chamamos – você tem que pegar a balsa em São Sebastião que é gratuita para pedestres e custa R$19 para carros (R$28.50 finais de semana e feriados). Na saída cobra-se uma taxa ambiental de R$7.50 por carro. A balsa funciona 24 horas e sai a cada meia hora (das 5h30 ás 23h30) e de hora em hora nos outros horários. A travessia leva cerca de 20 minutos dependendo do vento e clima. Fim de ano, temporada, feriados e finais de semana é recomendado agendar – no máximo com 12hs de antecedência – seu horário no site da DERSA já que já vi a fila da balsa ser de horas de espera.

Na chegada você pode seguir sentido sul ou norte – ao sul a última praia é a Praia do Veloso que fica 10km da chegada da balsa e a Praia do Jabaquara ao norte quase 20km. Uma dica muito importante para quem vai para Ilhabela é: leve óleo de citronela ou compre lá. A ilha é muito famosa pela quantidade de borrachudos e quanto mais afastada e isolada é a praia, mais eles atacam e de nada adianta repelentes normais como Off.

Além das praias e cachoeiras que falo abaixo, também tem a Vila que é o Centro Histórico da ilha para conhecer. É lá que tudo acontece. Cheia de barzinhos, restaurantes, cafés, lojas de artesanato – é o melhor lugar para curtir a vibe a qualquer momento – incluindo a noite.

LADO SUL:

Praia Barra Velha: aonde chega a balsa;
* Mirante do Piúva: é aonde fica o letreiro da cidade e bem ao lado de um hotel muito legal Barra do Piuva Porto Hotel;

Mirante do Piúva
Piúva


Praia das Pedras Miúdas (ou Praia da Ilha das Cabras): é super bonita e dá para chegar até a Ilha das Cabras na frente para fazer snorkel apenas pois a mesma é fechada para turismo;
Praia do Oscar: uma praia bem pequenininha, dá para estacionar na estrada e descer a trilha para ela;
Praia do Portinho: praia pequena com estacionamento e um píer, lá fica a Capela de Santo Antônio;
Praia da Feiticeira: boa praia para ir em família, mar calmo;
Praia do Julião: praia cheia de peixinhos e super bonita, uma das minhas favoritas e ótima para ir com crianças;

Praia do Julião num dia nublado

Praia Grande: como o nome sugere, é uma das maiores praias da ilha, tem quiosque, de lá saem passeios de barco e também tem a Capela de São Benedito;
Praia do Curral: uma das mais famosas da ilha, conta com infraestrutura, barzinhos, restaurantes, hotéis e estacionamento. No canto esquerdo tem a Capela de Santa Cruz que vale a visita;
Praia do Veloso: última praia do lado sul. Fica próxima a cachoeira do Veloso. Se continuar pela estrada dará nas piscinas naturais e o fim da estrada é o bairro do Borrifos da onde saem os barcos ou se começa a trilha para a Praia do Bonete;
* Porto São Pedro: existe um porto desativado ao lado de um cemitério que fica depois da Praia do Veloso e é super gostoso com um mar clarinho – fica entre as pedras por isso não é considerado praia. Basta estacionar o carro na Escola Municipal e descer uma trilhazinha;

Porto São Pedro
Porto São Pedro

LADO NORTE:

Praia do Perequê, Praia do Itaguaçú, Praia do Itaquanduba, Praia Engenho D´Água, Praia do Saco da Capela (praia com agito, quiosques e próxima a restaurantes e bares), Praia do Pequeá, Praia da Vila, Praia de Santa Teresa (rende fotos lindas por conta das canoas e coqueiros), Praia do Indaiá, Praia do Barreiros (é ao lado do Mirante dos Barreiros que também tem um letreiro da cidade – praia sem quiosques), Praia da Siriuba (conta com quiosques e dá acesso a Praia do Arrozal pelas pedras do canto direito), Praia do Sino, Praia da Ponta Azeda (pequena prainha, mar calmo), Praia do Pinto, Praia da Armação (essas duas últimas são calmas e interligadas – vale a visita), Ponta das Canas, Praia de Pacuíba (uma das mais bonitas da ilha) e Praia do Jabaquara (última praia acessível de carro).

As praias abaixo são consideradas as mais bonitas por terem um acesso mais difícil e muito menos turista. Algumas dá para chegar de trilha outras apenas de barco. Eu mesma ainda preciso conhecer mais esse lado que parece sensacional. Anotem na lista:

Praia da Fome: dizem ser uma das mais bonitas da ilha – e mais cheias de borrachudos também. Ainda não conheço mas está na lista. Acessível por barco ou trilha;

Praia do Poço: super isolada e paradisíaca, dá para chegar de trilha mas é mais recomendado de barco;

Praia da Serraria, Praia da Caveira, Praia do Guanxuma, Praia do Saco do Eustáquio, Praia do Gato

Saco do Eustáquio

Praia de Castelhanos: é super legal ir de jeep, recomendo muito – maior aventura! A praia vista do mirante tem formato de coração;

Praia Mansa, Praia Vermelha, Praia da Figueira, Saco do Sombrio, Praia de Indaiáuba

Praia do Bonete: eu amo essa praia, comunidade caiçara super presente, tem a Cachoeira do Poço Fundo, natureza, surf, mirante, trilhas… Para chegar nela pode ser por barco ou trilha que depende bastante do nível físico de cada um porém leva cerca de 4h-5h. Pela trilha passa-se por duas cachoeiras: do Areado e da Laje. Caso queira ir de barco, contate o Joanir – super de confiança: +12982774808 ou @joanir_passeios.

CACHOEIRAS:

A mais famosa é a Cachoeira do Paquetá que fica entre a Praia Grande e a Praia do Curral. Ela ficou conhecida por ter borda infinita e vista para o mar. Para chegar lá tem que fazer uma trilha e tomar bastante cuidado com a borda porque um deslize pode ser fatal.

Outra cachoeira legal é a Cachoeira dos Três Tombos que fica dentro do Parque Estadual da Ilhabela e é a de mais fácil acesso pois são apenas 720 metros de caminhada fácil até a primeira parada. Agora em época de pandemia, é necessário ir com guia e agendar por R$20 por pessoa. Ela fica perto da Praia da Feiticeira.

Cachoeira da Toca fica no começo da estrada para a Praia de Castelhanos e é uma das mais conhecidas da ilha também. Por ficar em área particular, é cobrada uma taxa por pessoa de R$20 por pessoa.

Próximo a Praia do Veloso fica a Cachoeira do Veloso que tem acesso a primeira queda através de uma trilha fácil de cerca de meia hora. A trilha se inicia no Camping do Sítio.

Por lá também várias trilhas para fazer como a do Pico do Baepi – 7,4km e leva cerca de 2h30 para subir e 1h30 para descer (Lá do topo a vista é sensacional), Trilha do Bonete que já comentei, Trilha da Água Branca e mais diversas outras para todos os níveis de trilheiros. No site da cidade http://www.ilhabela.com.br eles dão mais informações muito boas sobre as trilhas, praias e cachoeiras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s