Cajón del Maipo – Chile

DIA 3:

Fechamos um pacote para conhecer a região de Cajón del Maipo mas especificamente a represa de Embalse el Yeso. Escolhemos a empresa Chile-nós (R$675 o casal) pois um amigo recomendou porém infelizmente a nossa experiência não foi tão boa e definitivamente não vale o valor absurdo que pagamos. O passeio foi privativo – só eu e meu namorado e era para ser feito com um carro ou 4×4 porém o guia nos buscou de van no AirBnb o que fez a viagem ser menos confortável. Parte do pacote era fotografia com câmera profissional e o guia esqueceu o cartão de memória e acabou tirando com o celular dele. São pequenos pontos mas que pelo preço que pagamos – dobro do que a maioria que pesquisamos depois – isso é inaceitável. Cheguei a questionar ele sobre o porque do tour dele ser tão caro e a resposta foi que era pelo conhecimento dele da região e o conforto – o que na minha opinião não justificou o valor. 

Eu super recomendo o passeio para o Embalse el Yeso pois a cor da água é incrível e o lugar muito bonito mas pesquisem bem as empresas e saibam que o valor normal é cerca de R$150 por pessoa em grupo. É importante confirmar se a empresa leva vocês até a parte aonde pode tocar a água da represa pois a estrada é bem apertada e vi algumas vans paradas no meio do caminho e o pessoal tinha que caminhar – outras estavam estacionadas perto da água e incluíam picnic como o nosso. Em dias de neve não tem como chegar perto da água, só na entrada da represa mesmo. 

O trajeto todo leva cerca de 2 horas e é uma estrada com curvas e bem estreita. Na verdade o local é uma mineradora e há apenas 3 anos atrás se popularizou depois que boa parte da estrada foi asfaltada pela empresa de mineração.

Antes de chegar no destino final, paramos em San José del Maipo e vimos por fora a igrejinha da região super antiga e ali o guia aproveitou para comprar as coisas do picnic. Depois mais a frente tem como uma cachoeira chamada Salto el Yeso que não é muito recomendado nadar pois se abrirem a água da represa virá uma enxurrada de água – mas mesmo assim no verão fica cheio.

San José del Maipo e seus cachorros
Igrejinha de San José del Maipo
Salto el Yeso
E a cor dessa água?

Achei a cor da água muito linda, cristalina afinal vem direto das geleiras. Outra coisa interessante é que antigamente a região da Cordilheira dos Andes era mar e é possível encontrar no caminho fósseis de corais – inacreditável.

Por ser fim do verão, apenas as geleiras estavam no topo mas nada de neve. Se quiser visitar com neve deve-se ir entre Maio a Setembro. Chegando no Embalse el Yeso tivemos um tempo livre para dar uma volta , admirar o lugar e depois fizemos um picnic com queijos e vinho – muito bom!

Picnic com queijos e vinho


O guia no deixou no centro de Santiago aonde caminhamos mais um pouco antes de voltar para o AirBnb. O turismo brasileiro no Chile tem crescido imensamente e por isso até o valor de muitos tours são cobrados em reais e o nosso guia até português falava. Recomendo o passeio de um dia para lá mas infelizmente não recomendo a empresa – a não ser que você esteja com muito dinheiro sobrando!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s