Estado da Tasmania – Austrália

Eu já havia ido uma vez para a Tasmania para comemorar meu aniversário mas dessa vez como estávamos com a visita da minha sogra, decidi dar de presente pro meu namorado comemorar o dele e passearmos com ela.

IMG_7867
Namorado e sogra

Comprei a passagem pela Jetstar meses antes saindo de Sydney para Launceston (mais barato do que Hobart) por $140 cada ida e volta e alugamos o carro da Budget por $250 para 4 dias porém como alugamos com cartão de débito tivemos que deixar $400 de depósito – que recebemos de volta uma semana depois.

DIA 1:

Chegamos sábado de manhã e primeira parada foi no Coles para comprar coisas para comer na estrada e para o café da manhã. Com o carro cheio de salgadinhos e chocolate rs seguimos até Binalong Bay aonde fica a Bay of Fires. Foram quase 3 horas de viagem até lá numa estrada cheia de ovelhas.

IMG_2727 2
Binalong Bay
IMG_2745
Bay of Fires

Como maio é outono, lá já estava bem frio e fomos bem agasalhados. Ficamos ali um pouco admirando as pedras laranjas – mas confesso que achei que elas eram mais laranjas ou fui eu que não achei a parte certa hehe. É incrível a cor do mar nessa Austrália viu?!

Uma coisa importante de mencionar é para baixarem o mapa da Tasmania offline no Google Maps pois lá o sinal é bem ruim na estrada e foi só assim que conseguimos nos basear. O carro até veio com GPS porém sempre acho confuso usar. Enfim, seguimos por mais 1h30 até Bicheno aonde ficamos no Wintersun Gardens Motel por $112 os três. Reservei o hotel na estrada mesmo, em uma hora que deu um sinal pois não sabia até aonde chegaríamos no primeiro dia, fomos super sem destino.

IMG_9824 2.JPG
Wintersun Gardens Motel

Chegamos no hotel no fim do dia e descansamos um pouco. Acordamos umas 6pm e eu já sabia que em Bicheno tinha pinguins mas não tinha conseguido ver da outra vez. O ideal é na hora do pôr do sol porém no outono o sol se põe por volta das 5pm mas mesmo assim decidimos arriscar afinal o local era só atravessar a rua.

Nos enchemos de casaco e fomos até as pedras na praia aonde eles ficam. Chegando lá conseguimos ouvir os barulhos deles nas pedras e na mata e ficamos animados porém não vimos nitidamente nenhum até decidirmos ir embora e dois deles atravessarem na nossa frente calmamente. Foi muito fofo, eles atravessaram um bom pedaço e depois quando subimos vimos mais um no gramado. A foto não ficou muito boa porque não pode colocar flash mas o momento está guardadinho na minha memória. De lá fomos comer uma pizza quentinha na Pasini Pizzeria ($51 total), bem gostosinho e depois cama.

IMG_1668
Pinguim em Bicheno

DIA 2:

Acordamos cedo e tomamos nosso café da manhã no hotel com as coisas que levamos. Achei bem legal que não só esse mas todos que ficamos tinham torradeira e chaleira, além de talheres, pratos, copos…

Fomos até o Bicheno Blowhole que é um local com pedras e entre uma delas jorra um jato de água quando o mar está mais forte. De lá seguimos por mais uns 15 minutos até a entrada do famoso Freycinet National Park.

IMG_8473
Bicheno Blowhole

Seguimos até o mirante de Friendly Beaches e foi lindo demais ver aquele marzão que mesmo que com o tempo nublado nos impressionou. Uma praia super extensa e que tem várias trilhas para explorar também.

IMG_8378.JPG
Friendly Beaches

Continuamos parque a dentro até a Honeymoon Bay, uma praia super bonitinha, mar verde com área para churrasqueira.

IMG_6316.JPG
Honeymoon Bay

No caminho vimos muitos bichinhos na Coles Bay como foca, várias kookaburras e uns passarinhos que não tinha visto ainda. Valeu a pena ter descido até lá.

IMG_7810
Coles Bay
IMG_5330
Kookaburra
IMG_2043
Cocktatoo
IMG_9983
Lindo passarinho com peito vermelho

Dirigimos por mais 3 horas até Port Arthur e no caminho tinham muitas vinícolas, secas nessa época mas que mesmo assim formam uma paisagem incrível.

IMG_1292.JPG
Vinícolas

Paramos em Eaglehawk Neck – já em Port Arthur – para apreciar a vista da região e fomos até o Tessellated Pavement – uma formação em frente ao mar que foi desenhada por causa da maré batendo e os ventos. Aproveitamos para conhecer o Tasman Arch e Devil´s Kitchen, duas formações rochosas maravilhosas também.

IMG_1360.JPG
Eaglehawk Neck
IMG_2821
Tessellated Pavement
IMG_9502
Devil´s Kitchen
IMG_6310
Tasman Arch

Reservei o Parsons Bay Retreat em Nubeena – 15minutos de Port Arthur – por $115 os três e quando a fome bateu fomos em um pub/restaurante super estiloso chamado Fox and Hound comer uma parmegiana ($103 total).

IMG_7679.JPG
Parsons Bay Retreat

Para quem não sabe, na Tasmânia, especialmente na parte sul, é possível ver a Aurora Australis (Aurora Boreal é no norte e a Australis no sul do hemisfério). Fiquei acompanhando os dois principais grupos no Facebook – Aurora Australis e Aurora Australia Alert e vi que tinha chances de ver a aurora. O tempo estava meio nublado mas mesmo assim seguimos para um ponto que tinha visibilidade. Geralmente é necessário uma câmera muito boa para captar a cor pois nossos olhos a noite se ajustam para enxergar em preto e branco e assim perdemos a aurora quando não está muito forte.

Não tenho certeza absoluta do que o que vimos a olho nu era a Aurora Australis mas se não era, não sei o que era aquelas luzes verdes claras no cel. Ficamos ali curtindo o momento e fomos ver bichinhos pois é sempre a noite que eles saem para comer.

Vimos Wombat, Wallaby e Possum assim solto na natureza, foi bem legal vê-los nos seus habitats. Aqui na estrada se vê muitos – muitos mesmo – mortos infelizmente pois eles costumam ficar na beira da estrada e muitas vezes atravessam – bem devagar inclusive – fazendo com que muita gente acabe atropelando eles 😦

DIA 3:

Acordamos e fomos ver a Remarkable Cave ali em Port Arthur mesmo e foi incrível. Não sabia da existência desse lugar. A vista é maravilhosa e tem uma escada que leva até a Cave mesmo.

IMG_4323
Remarkable Cave
IMG_7176
Mirante

Dali fomos até Port Arthur porém decidimos não entrar já que era caro e é um passeio que recomendam no mínimo 1 dia para fazer. Seguimos por 1h30 até Richmond. Por favor, vão para lá!

Eu achei tão encantadora e charmosa essa cidadezinha, a começar pela ponte. Tudo lá é muito lindinho, a igreja, o rio, as ruazinhas, as casinhas. E com o charme do outono estava ainda mais bonito. Valeu a passagem com certeza!

IMG_6328
Under the bridge
IMG_6791
Richmond Bridge

Meia horinha mais e estávamos no nosso destino final do dia: Hobart – capital e maior cidade do estado da Tasmânia. Para quem estiver com muita fome, lá tem uma parmegiana imensa – inclusive de Wallaby e com diversas opções de molhos – com muita batata frita no The Brunswick Hotel ($91 total).

IMG_2924.JPG
The Brunswick Hotel

Almoçamos por lá e subimos de carro o Mount Wellington que fica a 1270 metros de altura. Estava um vento absurdo de 75km/h, nunca vi nada igual. Era muito difícil até para andar. Ficamos um pouco ali e fomos até o mirante por 10 segundos e voltamos para o carro, dava medo. Todos os postes lá mexiam, placas, carros e a previsão é de que iria chegar a 100km/h então preferimos descer para não correr o risco.

IMG_7281
No mirante
IMG_2705
Tentando tirar foto

Para fechar o dia com chave de ouro, seguimos para o Botanic Gardens da cidade e foi a melhor pedida. O parque é gratuito e tem uns lugares lindos principalmente o Jardim Japonês que foi de longe meu favorito. Ficamos até o fim do dia e seguimos para o Martin Cash Motel – $96 para os três. O dia foi longo e como almoçamos tarde, a noite ficamos só descansando no hotel e comemos um sanduíche e umas besteirinhas no hotel.

IMG_0339
Lavanda no Botanic Gardens
IMG_4685
Jardim Japonês
IMG_1198
Martin Cash Motel

DIA 4:

Eu tinha esquecido meu documento lá em Port Arthur, na recepção do hotel e acreditam que a mulher por coincidência estava indo para Hobart e me levou cedinho?! Fiquei impressionada com a atitude dela!

De café da manhã tomado – nesse hotel era incluso mas super simples ainda bem que tínhamos nosso pão, queijo, bolachinha – fomos em sentido a Launceston. A primeira para foi em Campbell Town, uma cidadezinha que tem a ponte bonitinha também – mas preferi Richmond. Paramos também em Evandale para dar uma volta na cidadezinha super antiga.

IMG_7881
Evandale
IMG_8849
Campbell Town

De Hobart a Launceston são 2h30 porém levamos um pouco mais com as paradas. Chegando em Launceston fomos a Cataract Gorge Reserve, um desfiladeiro com uma água super clarinha. Demos uma volta ali e tomamos um brunch no Basin Café.

IMG_3402.JPG
Cataract Gorge Reserve

De lá fomos para o National Automobile Museum of Tasmania ($14 por pessoa), um museu de carros antigos. O museu é pequeno mas valeu para passar o tempo e é ótimo para os amantes de carro como meu namorado.

IMG_3446.JPG
National Automotive Museum of Tasmania

Deixamos o carro ali e fomos dar uma volta no centrinho, comprar umas lembrancinhas e conhecer a cidade. Já fim do dia, fomos para o Abel Tasman Motor Inn – $101 para os três – descansar um pouco antes de sair para jantar. Jantamos num restaurante italiano bem gostoso no Franco´s Italian Restaurant ($97 total).

IMG_3462 2
Abel Tasman Motor Inn e nosso carro parceiro

No dia seguinte, acordamos cedo e fomos para o aeroporto pois nosso vôo de volta saia as 9.40am de Launceston. A viagem tem 1h30 de duração e é bem tranquila. Incluindo a locação do carro, as compras do supermercado, gasolina, jantares, passagem, acomodação, enfim, tudo, deu cerca de $600 por pessoa para 4 dias. Tem opções mais baratas caso fiquem em hostel.

Duas ilhas que li e recomendo irem quem for com mais tempo ou quiser passar mais tempo na estrada: Maria e Bruny Island. A primeira vai de balsa porém não tem carro, tudo é feito a pé ou de bicicleta e tem também que levar a própria comida. A segunda dá para cruzar com o carro e explorar a ilha em algumas horas – ou um dia para fazer com mais calma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s