Siem Reap – Camboja

Realmente foi super rápido ir de van de Phnom Penh para Siem Reap – 5 horas e somente uma pausa para almoço na estrada. De ônibus levaria em torno de 8-9 horas. Chegando lá, o transfer do Tom and Jerry Guest House (incluso no preço da diária) atrasou um pouco mas chegou.

Nossos amigos ficaram em outro hotel e marcamos de nos ver mais tarde para jantar. Aproveitamos e fomos dar uma volta pela cidade e caminhamos até o Wat Thmei e como comentado, tinham mais crânios lá também. No caminho passamos por um templo super lindo que não consegui descobrir o nome, fica atrás do Le Meridien Hotel.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Templo diferente no caminho
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Wat Thmei

Na volta, vi um tuk tuk que foi convertido em pizzaria, achei sensacional e lógico que como uma boa amante de uma boa pizza pedi uma para experimentar. Sensacional e deliciosa! O dono, um fofo e super simpático, faz as pizzas enquanto a esposa cobra e ajuda no geral e o filho assa a pizza. Genial! Para quem não sabe, meu pai e madrasta tem uma pizzaria (Gergelim Pizzaria) no litoral norte de São Paulo (Caraguatatuba) então eu sou bem crítica com pizza, se digo que é boa, modéstia a parte, é porque é mesmo! hehe

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Tuk tuk pizza

Depois encontramos nossos amigos e fomos dar uma volta pelos diversos Night Markets que tem em Siem Reap. Adorei! Bastante opção, várias lembrancinhas e muita coisa de prata. O Camboja é famoso por vender prata barata, mas pesquise bem e ache um de confiança, de preferência recomendado por alguém, para não comprar “prata falsa”.

Jantamos no 9999 Cambodia, um dos diversos restaurantes ali do centro. Super simples mas gostoso. Tinham umas crianças em volta nos olhando enquanto comiamos e pediram um pouco, fiz questão de dar comida a eles e comprar água também. Me partiu o coração ver como eles estavam famintos mas fiquei feliz por ter ajudado de alguma forma.

PB271259.JPG
9999 Cambodia

No dia seguinte de manhã, tomamos café e já fomos procurar para comprar nossa passagem para Bangkok. Se tem uma coisa que aprendi nessa viagem – meio que tarde – foi que não dá para economizar em tudooooooo – na próxima postagem explico o porque!!!!!  Pagamos $10 e compramos na L-H-S Cambodia Tour (NÃO comprem com eles!!!)

Da agência pegamos um tuk tuk até o Tropicana Resort pois nosso hotel tinha uma parceria com eles para usar a piscina de graça. Nosso motorista disse que sabia aonde era, mas não sabia, se perdeu e voltamos para o hotel aonde pegamos outro tuk tuk que “era do hotel” que nos deixou no lugar certo. Ufa! Almoçamos uns spring rolls no resort. Passamos a tarde toda lá, um calor sem fim, e o pessoal veio nos encontrar.

pb281262.jpg
Tuk tuk perdido
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Depois de mil tentativas

De lá voltamos para o hotel, alugamos bike e saímos para pedalar. Antes meu amigo comeu no 8 Friends – do lado do hotel – e foi super bom, só tinha local comendo e o cardápio nem em inglês era. Aproveitamos para pegar a senha do wi fi que funcionava no nosso quarto enquanto a do hotel era só na recepção haha.

pb281335.jpg
Rolê pelas ruas de Siem Reap

Levamos o pessoal para jantar no Angkor Pizza (vulgo tuk tuk pizza do dia anterior) e fomos novamente no Night Market. Adorei a vibe a noite da cidade, bem diferente de Phnom Penh. Tomamos umas várias no Charlie´s que fica ali pertinho da Pub Street, super divertido. Compramos umas lembrancinhas depois e voltamos para o hotel.

No dia seguinte, já tinhamos combinado com um motorista de tuk tuk (amigo daquele cara que era amigo da minha amiga – viajar é assim, fazer contatos) para ver o sol nascer no Angkor Wat. Ele nos pegou bem cedinho no hotel e fomos. A entrada do complexo de templos custa $20 (dólar americano) para um dia de visita, bem carinho se comparar com entrada em qualquer outro lugar do sudeste asiático. Com a maior cara de sono, eles tiram uma foto sua e te dão seu ingresso com a sua foto – ótima recordação.

Vimos o sol nascer num céu super colorido em frente ao lago no Angkor Wat e depois entramos para explorar. O lugar é imenso e lindo, uma arquitetura sem igual. Vimos diversos macaquinhos na redondeza, mas não muito amigáveis, cuidado. Ficamos 2 horas lá e encontramos nosso motorista de novo, o Song Kou que nos levou para tomar café da manhã no Angkor Reach (caro e ruim – mais fácil levar um lanche).

IMG_4174
Nascer do sol em Angkor Wat
IMG_4186
Angkor Wat

De lá passamos o Angkor Thom para ir até o Bayon, templo budista maravilhoso conhecido pelas suas diversas faces sorrindo, construído no século 12.

IMG_4276
Angkor Thom
img_4290.jpg
Detalhes – Angkor Thom
IMG_4337
Bayon
IMG_4343
Detalhes – Bayon

Foi lá que tive um dos melhores momentos da viagem, ver um elefante ao vivo e “solto”! Comprei um abacaxi e alimentei ele enquanto me sentia a vontade para me aproximar a fazer carinho na sua tromba. Me emocionei absurdamente olhando nos olhos dele, quanto sentimento parecia passar ali. O pessoal foi ver o templo e eu não conseguia dar tchau para aquele enorme animal que esbanjava amor, até que ele teve que dar tchau porque alguém ia andar nele. NÃO ANDEM NOS ELEFANTES! Não é divertido, não é legal, eles são extremamante machucados pelos “treinadores” basta olhar o bastão que andam na mão e o furo nas orelhas. Por favor não faça isso! Para os que querem um contato com eles, no norte da Tailândia tem um lugar que eles recuperam esses elefantes e você pode dar banho e alimentá-los mas não andar neles!!!

PB291417.JPG
Um dos momentos mais emocionantes

Nossa última parada foi o famoso templo que foi filmado o filme Tomb Raider com a Angelina Jolie: Ta Prohm. Foi de longe o meu favorito, aquelas árvores enormes mantidas ali, invadiram o templo dando um ar todo especial do poder da natureza. Fizemos o caminho mais longo por volta do templo e estava vazio, foi ótimo!

IMG_4376
Olha o tamanho da árvore
IMG_4406
Ta Prohm

Adoraria ter ficado mais um pouco para explorar outros templos – são centenas deles – mas estávamos em grupo e o consenso geral foi voltar pois estava muito calor. Voltamos para o hotel e fomos almoçar no Taste of Life, super baratinho e gostoso, perto do hotel do pessoal. Descansamos no fim de tarde e fomos a noite jantar com o motorista do tuk tuk num lugar super legal e local. Amei a experiência!!!

O  Sensabbay 2 fica afastado do centro mas recomendo super a ir. Comemos Beef Lak Lak e só de lembrar me dá água na boca, uma das melhores refeições que fiz nessa viagem. Junto com a carne pedimos uma porção de arroz e eles trazem um tempero típico de lá chamado Tuk Meric e vai sal, limão, pimenta do reino e limão, soa simples mas é sensacional!

PB291473.JPG
Não deu tempo de tirar foto do beef só do tempero mesmo
12313738_572763046221452_1864433319010044869_n.jpg
Hora do jantar

Comemos um monte e fomos na Pub Street. Tomamos uma no Angkor What? (bar famosíssimo de lá) e acabamos indo pro Charlie´s – bem mais legal e selecionado. E foi assim que acabou minha viagem para o Camboja. Meus amigos seguiram para a praia Sihanoukville, dizem que é lindo e nós para a Tailândia!

12360311_10100701916570791_4704785730403185112_n.jpg
Charlie’s

Um comentário sobre “Siem Reap – Camboja

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s