Bangkok – Tailândia

Cheguei já a noite em Bangkok e peguei um metrô do Suvarnabhumi Airport até Victory Monument e de lá um taxi até a acomodação Erawan House que fica bem pertinho da principal rua da cidade: Khao San Road. Foi super barato e rápido. 45 Baht por pessoa o metrô mais 70 do táxi ($8 para duas pessoas).

Fiz check in e fomos comer algo. Meu olho brilhou quando vi todas aquelas barraquinhas de comida cheias de frutos do mar, fora a quantidade de pessoas se divertindo, música rolando, uma energia boa demais! Comi um Pad Thai maravilhoso cheio de camarão por $3! Pronto, Bangkok já me conquistou em menos de meia hora lá!

img-20151110-wa0013.jpg
Primeira refeição em Bangkok

No dia seguinte acordei cedo e queria ir na principal atração, o Grand Palace, mas acabei saindo para o lado errado e fui parar no Wat Intharawihan famoso pela enorme estátua do Buda – 32 metros!

IMG_2884.JPG
Wat Intharawihan

Eu tinha marcado vários templos que queria ir no mapa e assim fui traçando o trajeto. Cheguei no Wat Sommanat porém estava fechado mas deu para ver os arredores, muito lindo.

PB090123.JPG
Wat Sommanat

De lá segui até o Wat Saket que fica no topo da Golden Mount. É uma subida tranquila de 344 degraus mas melhor fazer antes do meio dia pois pensa numa cidade quente e úmida, é Bangkok!
No caminho tem vários sinos que você pode tocar para trazer sorte e também vários vasos com flor de lótus (ou water lily para ser mais exata) e bancos para parar e apreciar a vista. Lá no topo tem até wi-fi, seria a modernidade chegando aos templos budistas?! Sei lá, mas foi bom para calcular minha jornada até o próximo parada.

IMG_2932
Water Lily

IMG_2929

PB090135.JPG
Golden Mount

Como vi que era uma boa caminhada e o sol já estava a pico, peguei o Tuk Tuk (tipo uma moto táxi com assento) até a Chinatown para almoçar e visitar outros templos. Acabei nem comendo de tanto calor e fui direto para o Wat Traimit.

IMG_2967
Wat Traimit

Chegando lá vi uma movimentação diferente, policiais, seguranças por todos os lados e adivinha? A Princesa estava lá! Aguardei um pouco e consegui entrar somente quando ela saiu mas fui parar aonde ela tinha estado que é bem aonde fica o Buda de ouro – ouro mesmo!!. Só tinha local e um pessoal todo arrumado, tirei umas fotos e sai dali, fiquei sem entender nada, nem sei se o público normalmente tem acesso a essa parte do templo, enfim…

IMG_2980
Buda de ouro
IMG_2978
Princesa passou por aqui

Caminhei sem rumo pela Chinatown e vi diversas lojas que vendem ouro que aparentemente são bem baratas e alguns templos pequenos. As ruas de Bangkok são uma loucura, se vê de tudo – sem falar do trânsito maluco, é divertido. De lá fui até o Wat Suthat, um dos meus templos preferidos em Bangkok. Diversas estátuas de Buda ao redor incluindo Budas pretos, achei bem interessante. Tinha um rapaz fazendo restauração nelas, um trabalho e tanto.

IMG_3005
Buda preto
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Wat Suthat

Na frente fica o Giant Swing, uma construção religiosa usada para cerimônias. Nessa região é bom ficar mais esperto pois se sabe que tem umas pessoas que fingem te ajudar a se localizar ou dar informações e pedem dinheiro em troca do “favor” ou até fazem pequenos furtos. São vários deles por ali, diversos nos tuk tuks que ficam parados nas ruas, não dá para arriscar em dizer não. Vi vários abordando algumas pessoas mas não sei do desfecho, eu evitei parar e falar com eles por via das dúvidas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Pelas ruas de Bangkok

No caminho de volta para o hotel, passei pelo Democracy Monument e andei por toda a Khao San Road. Fiquei ainda mais apaixonada por essa rua! Corri no hotel, tomei um banho e fui aproveitar o que ela tem a oferecer. Jantei numa barraquinha de novo e comi uma panqueca de Nutella também, super legal o jeito que eles fazem. O jantar com bebida não sai por mais de $5. A lista de coisas para fazer por lá é extensa, dá para fazer tatuagem de bambu – típica tailandesa, comprar lembrancinhas (as mais baratas da Tailândia inteira!!!), curtir os diversos barzinhos, fazer massagem tailandesa, comer insetos (que eu não me arrisquei) e por aí vai…

IMG-20151121-WA0006
Insetos para comer

No dia seguinte fui visitar o Floating Market de Damnoensaduak. Fechei o passeio na recepção do hotel (250 Baht por pessoa). Saí por volta das 7 da manhã e passei metade do dia lá. A experiência em ver como era antigamente foi bem legal porém hoje em dia esse mercado é apenas para turista ver, não se vende mais nada de verdade por lá, apenas alguns souvenirs vindos da China e bastante roupa. Se eu recomendo? Hmm, se estiver com tempo livre acho que sim, caso contrário acho que a cidade de Bangkok tem bem mais a oferecer.

IMG_3028
Floating Market

Antes da 1 da tarde já estava de volta a Bangkok e fui correndo até o Grand Palace. Inacreditável o tamanho daquele lugar!!! Esse foi o primeiro templo que paguei para entrar – 500 Baht, nada barato mas vale a pena, dá para passar um dia inteiro lá. Vá com roupa comprida, nada de mostrar os ombros, coxas, barriga e também nada de decote e calça e blusa muito justa, eles são super rígidos na entrada. Uma opção se for andar o dia todo pela cidade é ir com a roupa que quiser e alugar uma roupa na entrada do templo, é de graça só precisa deixar um valor para caução.

IMG_3098
Detalhes do Grand Palace

O Grand Palace é maravilhoso porém super lotado então evite ir de manhã cedo pois acredito que todo mundo tenha a mesma idéia de acordar e ir lá. Ele fecha por volta das 3.30 da tarde, achei ótimo chegar lá umas 2 pois os grupos grandes já estavam indo embora e deu para aproveitar mais, sem contar que o calor era menor.

Bem pertinho dali fica o Wat Pho (100 Baht entrada) e a parte mais impressionante desse templo é um enorme Buda deitado todo dourado de 46 metros. O calor em Bangkok é imenso e já era fim do dia então voltei pro hotel. Tinham outros templos que queria ver mas os que mais fazia questão eram esses que fui. O legal é sempre fazer uma lista dos “must see” e dos que gostaria de ver pois chega uma hora que o corpo não aguenta mais caminhar e você precisa optar.

IMG_3213
Cada um desses é um túmulo
hh.jpg
Wat Pho

Peguei de novo um tuk tuk até o hotel. Lembrem-se sempre de pechinchar e para conseguir o melhor preço é importante saber quão longe realmente é da onde vocês estão até o hotel e o que tem por perto. Tomei um banho e fui comer de novo na rua, perfeita definição de bom e barato.

Como estava com a noite livre resolvi ir fotografar alguns lugares a noite e como não havia dado tempo de ir ao Wat Arun, que é um dos cartões postais da cidade, peguei um tuk tuk até lá porém ele estava em reforma. Infelizmente vai ficar para a próxima! Pedi para o motorista me levar para dar uma volta por lugares que seriam legais para fotografar a noite, cheio de luzes e ele disse que não tinha nenhum, meio mal humorado. Ofereceu para me levar para ver o Ping Pong Show – um espetáculo aonde as mulheres fazem diversas coisas com as partes baixas inclusive jogar ping pong, se é que me entendem. Os motoristas ganham comissão se levam pessoas lá mas no meio do caminho achei que não valeria a pena e decidi voltar. Ele ficou bem bravo e foi meio estressante a volta pro hotel, ele queria o dobro do valor, enfim, sempre fechem o preço e roteiro antes de entrar no tuk tuk.

IMG_3247.JPG
Wat Arun em reforma

Voltei para Khao San Road e só podia pensar em uma coisa: massagem tailandesa! Tem diversos lugares por lá mas o preço é bem tabelado 150 Baht por meia hora. Fiquei renovada!

pb090203.jpg
Na fila pro Pad Thai

No dia seguinte de manhã como o vôo saía muito cedo, achei melhor reservar um transfer pois fiquei com medo de não ter táxi para fazer o mesmo trajeto da vinda. Não valeu a pena, paguei bem mais caro, fui num táxi pois só tinha eu e uma menina. Enfim!

Por lá tem o 7 Eleven, loja de conveniência, e é o lugar mais barato para comprar cerveja. Aproveitava sempre para comprar água e chocolate também. Sobre baladas, muitas pessoas fazem o tour do filme Se beber não case, dá para achar na internet todos os bares que eles foram e ir, eu preferi curtir a Khao San Road afinal ainda era começo de viagem e não sabia direito quanto ia gastar. Amei Bangkok e com certeza vou voltar! Cidade vida e de uma energia única!

País 38 – Tailândia: CHECK!

2000px-Flag_of_Thailand.svg

 

 

 

2 comentários sobre “Bangkok – Tailândia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s