Utsumi e Chiryu – Japão

No domingo de manhã acordamos com um sol de 38 graus e então fomos para a praia mais próxima – Utsumi, que fica a cerca de 50km de Chiryu (cidade que meus primos moram).

Curtindo o calor

A praia é semelhante as nossas mas os costumes são diferentes. Nessa que fomos tinham pessoas que levavam suas barracas para evitar o sol, além de mulheres de cuecas femininas. Fiquei sabendo também que é comum as mulheres irem de maquiagem e muitas vezes (pasmem!) de salto para a praia!! Quanto a levarem barracas, não muito espanta já que elas usam blusas de manga comprida bem fininha para cobrir a pele, mesmo com o calor que está fazendo, pois o sol faz mal a pele, logo eles evitam o contato direto.

Barraca?!
Dançando ao pôr do sol

Ficamos até o sol se pôr e voltamos pra casa. No caminho paramos em um restaurante muito legal que recomendo a todos e tem em vários lugares no Japão: Yakiniku. Você paga um valor fixo e pode comer a vontade por algumas horas, mas isso não é tudo. O mais legal é que tem diversos tipos de carne, frango e peixe que você mesmo frita. Como assim?! No centro da mesa tem como se fosse um grill! Eu amei até porque tinha muito sushi por lá também, uma refeição digna. 

Sushi, carne, frango, peixes, cogumelos…. Yakiniku!
Frite você mesmo

No dia seguinte de manhã decidimos ir explorar a cidade que nossos primos moram já que eles teriam que trabalhar. Baixei o aplicativo do Trip Advisor e vi que tinha um templo e um santuário próximo da casa deles, pegamos o Wi-fi portátil (isso mesmo, wi-fi que você leva com você pra onde for – coisas de Japão) e fomos. 

Como foi nosso primeiro dia caminhando sozinho por ruas que nunca tínhamos visto, fomos guiados todo o caminho pelo GPS. Passamos primeiro no templo, bem pequenininho mas rico em detalhes e de lá seguimos para o santuário de Chiryu. É uma paz, um silêncio, uma calmaria. 

Templo de Chiryu
Riqueza de detalhes

Por ser dia de semana e uma cidade pequena, não tinha ninguém e tudo era escrito em japonês, me senti parte daquilo tudo, como me fez bem. Demos uma volta pelo pequeno bosque que tinha ali e voltamos pra casa a tempo de fazer um jantar com muito cogumelo, afinal a variedade é imensa.  

Peixes e mais peixes 
Santuário de Chiryu

Depois de alguns dias no Japão algumas coisas começaram a me intrigar então decidi pesquisar e vou compartilhar com vocês aos poucos nos posts. Me perguntava toda vez que via um desses lugares típicos japoneses se seriam templos ou santuários já que são bem semelhantes em sua arquitetura e descobri algumas dicas para distinguí-los.

Santuário é o lugar aonde as pessoas da religião Xintoísta vão, tem sempre um Torii (portal de entrada) e um local – conhecido como Temizuya – para lavar as mãos antes de entrar (primeiro a esquerda, depois a direita). Já o templo serve a religião Budista e tem apenas um portal de madeira similar ao templo. Então quando eu via um Tori já sabia que era santuário, fácil fácil de lembrar agora né?!

Torii – portal de entrada do Santuário de Chiryu
Portal de madeira do Templo de Chiryu
Temizuya – local para lavar as mãos no Santuário de Chiryu

 

 

Oyasuminasai! (Boa noite)

Um comentário sobre “Utsumi e Chiryu – Japão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s