Marrakech – Marrocos

E lá fomos nós para o continente africano: Marrocos. Fiquei apaixonada pelo aeroporto Menara, todo cheio de detalhes, luzes e cores, um encanto. A única opção para ir para o hostel era mesmo um táxi afinal de contas nem com mapa e GPS acharíamos o Waka Waka Hostel.  Mesmo de táxi ele não conseguia chegar na tal viela e um rapaz colocou nossas malas num carrinho e nos mostrou o caminho em troca de algumas moedas – como tudo aqui. Marrakech tem várias faces e começamos conhecendo não o seu melhor lado, digamos assim.
 
IMG_2473.JPG
Aeroporto de Menara
Quando chegamos finalmente no hostel, o gerente veio super atencioso nos explicar as regras, dar boas vindas e nos mostrar nosso quarto, uma simpatia sem limites. Meu pai e minha madrasta ficaram meio com o pé atrás com ele e eu dizendo que não e no fim eles estavam certos. Eu havia reservado online um passeio de 2 dias e uma noite no deserto e esse moço super simpático fingiu ligar para a agência que eu contratei para pagar o restante e tirar dúvidas enquanto na verdade ligou para a empresa parceira do hostel dele que nos ofereceu um serviço inferior pelo mesmo preço. Enfim, no post do deserto eu comento mais.


O gerente “super simpático”
O quarto era um retângulo com 5 camas encostada pé com a cabeça da cama seguinte, uma porta – sem chave – e uma janela pequena. Ventilador aqui era luxo! Depois de muito insistir e explicar o super simpático gerente nos trouxe um. Wi-fi só lá no topo porque tinha que pegar do vizinho. E aqui aprendi e deixo meu conselho: nesses países super baratos compensa sim pegar um hostel legal ou um hotelzinho bacana ao invés de querer economizar ao máximo. Não caia em furada, pagar algo como R$15 por dia/pessoa vai ser mais um Waka Waka da vida!
 
Já era hora do almoço e saímos para ver a principal praça Jema el-Fnaa que ficava apenas alguns minutos do hostel. Um sol de rachar, um calor sem fim e achei estranho que todas barraquinhas estavam meio vazias com preços ótimos, super aceitando todas as pechinchas. 


Pelas ruas de Marrakech
Caminhamos meio sem rumo afinal nem com mapa dá muito para se localizar, as ruas são muito parecidas. Comemos em um café em frente a um dos diversos mercados e bazares que tem por lá. Aproveitei para fazer uma tattoo de henna na mão enquanto meu pai pechinchava um camelo – calma, calma… só de decoração.
 
Camelo
Depois de muita caminhar, decidimos voltar para o hostel e foi a maior missão. Entra em uma rua, não é, volta, vai na próxima. Acho que ficamos uma hora perdidos mas foi divertido, passamos por cada beco. Mercadinhos vendendo comida vencida era o que mais tinha, cuidado. Já era fim de tarde e começamos a ver uma movimentação maior, os preços mais altos e então tudo ficou claro. Por conta do calor ninguém sai na hora do almoço para comprar ou passear, deixam para o fim de tarde quando refresca e aí os preços sobem também por causa da procura. Bem pensado! 
 
Ruas de Marrakech
Chegamos no hostel e jantamos por lá a comida típica, o Tajine – legumes cozidos numa panela de barro com bastante tempero, principal páprica. Uma delícia! Depois do jantar, era hora de descansar da viagem pois no dia seguinte o auge da viagem iria acontecer. Viagem pelos Atlas até o deserto do Sahara!
 
Tajine
Depois de passar dois dias no deserto, voltamos para Marrakech para mais um dia antes de voltar a noite para Londres.
 
Decidimos ir visitar os palácios locais e comprar lembrancinha com o que sobrou dos nossos dirham (moeda marroquina). O primeiro que paramos foi no Palais Badia e como tudo por aqui, diversos tons de marrom predominavam o local. Do alto dele dava para ter uma boa vista da cidade também.
 
Flores no Palais Badia
Marrom
O que?!
De lá seguimos para o Palais Bahia, esse sim muito bonito e com a entrada gratuita. Dentro é cheio de detalhes, muito mosaico e cerâmica para enfeitar, um verdadeiro contraste de formas e cores. Super recomendo a visita. 


Detalhes
Voltamos para a Jema el-Fnaa e desde o primeiro dia tínhamos visto diversas pessoas oferecendo para você pegar cobra ou macaquinho para tirar foto. Eles inicialmente fingem que é de graça e depois que você pega e fotografa eles pedem dinheiro e independente do que você der, vão dizer que é pouco e reclamar. A gente queria ver as cobras de perto mas foi meu pai no fim que acabou pegando e sorrindo pra foto. Na hora de devolver a cobra, exatamente como mencionei, aconteceu. Demos umas moedas e saímos andando. Fiquem atentos.
 
Cobras na Jema el-Fnaa
Por lá é comum ver os mais diversos tipos de animais para vender, desde iguana, camaleão até – acredite ou não – gavião.  Nas barracas pode-se encontrar todos os tipos possíveis de tempero. Um verdadeiro jogo de cores e cheiros enquanto caminhávamos. Muitos itens feitos de barro também são vendidos por lá. Decidimos almoçar num restaurante que tinha massas, arroz e até feijão, depois de 4 dias comendo tajine e pão sírio era o que precisávamos. Péssima escolha, estava muito ruim a comida, devíamos ter comido mais um pouco de tajine. De lá seguimos para o hostel, dessa vez sem se perder. Arrumamos as malas e voltamos de táxi pro aeroporto. Uma aventura e tanto!
Especiarias
 
Gostei do Marrocos no geral mas a experiência em si não foi a das melhores por ter tido pessoas querendo nos passar a perna. Espero que com esse post as pessoas possam ir para lá mais espertas já sabendo dos riscos e do que pode acontecer e com menos ingenuidade do que eu fui. Tenho certeza que tem muitos lugares bonitos e mais interessantes do que Marrakech para se conhecer também. Eu recomendaria um dia lá, o passeio do deserto e quem sabe Casablanca né?! Mas as viagens são assim mesmo, nos trazem experiência e recordações – engraçadas e cheias de lição também. 

Um comentário em “Marrakech – Marrocos

  1. Marrakech mistura cores e arquitetura lindamente. Amei me perder e pechinchar no mercado rsrs, o Tajine é muito gostoso. A comida não é apimentada mas é bemmmm temperada. O Palais bahia é lindo de viver. O passeio ao deserto é uma aventura que vale a pena. O waka waka tive medo kkk mas quando se está com pessoas queridas qualquer passeio fica uma maravilha!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s