São Petersburgo – Rússia

SKAVURSKA! (Que na verdade não tem nenhum significado em russo rs)

Uma amiga e um amigo estavam voltando para o Brasil e ainda iam fazer umas viagens pela Europa e me convidaram para encontrá-los na Rússia. Como não sei dizer não para viagem, topei na hora e lá fomos nós para São Petersburgo!

Chegamos no fim do dia e a aventura já começou para pegar o trem do aeroporto para o hostel. Para minha surpresa, ninguém – leia-se ninguém mesmo – falava inglês por lá e as placas eram todas em russo, isso mesmo, em russo! Bom, eu tinha anotado as instruções que o Soul Kitchen Hostel nos deu de como chegar lá e foi aí que me baseei. A cada estação eu olhava o “desenho” no papel e comparava com o “desenho” (vulgo nome da estação) na parede. A nossa sorte foi  que eu estava fazendo isso pois o hostel contou uma parada a mais no mapa e se fossemos seguir íamos acabar perdidos. Mas no fim, deu tudo certo, trocamos de linha e conseguimos chegar no hostel firmes e fortes – e sozinhos!

3.jpg
Metrô

Assim que chegamos lá já encontrei o Rodrigo e a Cíntia e fomos dar uma volta para beber vodka comer. Saímos sem rumo por ali perto do hostel mesmo já que ele é super bem localizado e achamos um bar chamado Liga Bar que parecia legal. Foi difícil escolher qualquer coisa já que o menu estava todo em russo mas conseguimos e aproveitamos para degustar a Parliament, uma vodka local.

a.jpg
Cheers
Menu

Acordamos cedo e fomos dar uma volta, escolhemos fazer o que fosse mais longe e ir voltando sentido hostel. O metrô lá é incrível, super antigo, escadas rolantes sem fim, luminárias estilosas com direito a música russa e tudo mais – até o “ticket” também é super retrô, compra-se moedinhas para inserir na catraca.

Moedinhas pro Metrô
Luminárias charmosas

A primeira parada foi no The Mosque of the Congregation of Muslims e de lá seguimos até a Peter and Paul Fortress que abriga a igreja que leva o mesmo nome. Foi lá que começou a cidade de São Petersburgo fundada por Paul, the Great.

IMG_5698.JPG
The Mosque of the Congregation of Muslims
Paul, the Great
Peter and Paul Church dentro da Fortaleza

Bem em frente fica o Museu da Artilharia, medonho ver todos aqueles tanques de guerra! Tentamos – em vão – tirar foto com os guardinhas, eles são super sérios e não deram nem atenção para mim e para a Cíntia, mas não desistimos! 

Museu da Artilharia

Fomos beirando o Rio Neva  até o Old Stock Exchange and Rostral Columns. Incrível como o rio é super largo, aliás tudo lá é em grande escala. No caminho notamos várias pessoas casando e tirando fotos e os veículos todos com uma mesma decoração meio peculiar como podem ver na foto, pelo visto super comum por lá.

Peter and Paul Fortess a beira do Rio Neva
Alianças nos carros
Nostral Columns

Continuamos nossa caminhada até a enorme Palace Square com a também enorme Alexander Column e no caminho passamos pelo Winter Palace, lindo demais, adorei o tom de verde com dourado.

IMG_5877.JPG
Winter Palace
Palace Square e Alexander Column

Já nas primeiras horas já tinha me apaixonado pela Rússia, mas foi quando vi a Savior on the Spilled Blood Church que meu coração bateu mais forte. Todos aqueles detalhes, cerâmicas coloridas, mosaicos foi de tirar o ar. Confesso que fiquei ali parada igual boba admirando por alguns minutos antes de conseguir fotografá-la. Uma das igrejas mais bonitas que vi na vida!

5.jpg
Savior on the Spilled Blood Church
Riqueza de detalhes

De lá fomos comer, achamos um restaurante russo que pelas fotos as comidas pareciam gostosas e como era buffet podíamos só apontar e pagar. A comida estava bem gostosa e foi baratinho, vale a pena. O nome não consigo escrever, mas é esse aí da foto abaixo e fica bem pertinho da igreja mesmo subindo sentido a rua principal – Nevsky Prospect.

Restaurante

Subimos até a The Cathedral of the Icon of Our Lady Kazan, mais uma vez algo que me impressionou pela grandeza. Não desistimos de tirar foto com os guardinhas e começamos a praticamente seguí-los na rua, quando finalmente um deles percebeu e meio sem jeito aceitou a foto. Uhuuu, conseguimos! 

IMG_5997.JPG

The Cathedral of the Icon of Our Lady Kazan

Consegui!!


Na volta passamos numa lojinha de souvenir para escolher algumas coisas mas acabamos só tirando foto mesmo. Chegamos no hostel e era a noite da panqueca, eba!! Comemos algumas e fomos numa lojinha comprar bebida para beber no hostel mesmo, estava bem frio para ficar andando na rua. Uns optaram pela pequena latinha de cerveja russa – apenas 1 litro, afinal aqui a cerveja não esquenta de jeito nenhum – e eu e a Cíntia tivemos dificuldade para escolher uma vodka, afinal quase não tinha opção (rs). Eu fiquei com a que leva o nome da cidade mesmo. 


15102011897.jpg
Latão de 1 litro
Vodka vodka vodka
Chapéu quentinho
Panqueca


A vodka nos uniu a mais um casal que estava no hostel, Renata e Victor e passamos a noite bebendo como os russos – shots puros de vodka. Já bêbados, decidimos dar uma volta e a recepcionista do hostel nos recomendou um passeio de barco que saía a 1h30 da manhã pois nesse horário todas as pontes que ligam o norte ao sul se abrem para os barcos passarem. OK, foi a nossa opção para a noite. Levamos mais algumas bebidas e lá fomos nós para um passeio na madrugada russa num barco sem banheiro no maior frio. Hahaha. Só posso dizer que foi divertido e que essa noite rendeu história!


Renata (Acho que o Victor tirou a foto)
Ponte aberta e Nostral Column a esquerda
Nós no barco

No dia seguinte acordamos inteiros para a minha surpresa, isso que dá beber vodka boa! Caminhamos até a Senate Square e na mesma região fica a St Isaac´s Cathedral, The Admiralty, Bronze Horseman e a enorme Corte Russa. Mais uma vez, é inacreditável a largura das ruas aqui, a principal Nevsky Prospect vai de 25 e chega até a 60 metros em várias partes por isso é comum cruzar as ruas por baixo como um túnel para pedestres. Outra coisa que nos chamou atenção foi a quantidade de carros velhos, todos remendados. 

The Admiralty
6.jpg
St Isaac´s Cathedral
Corte Russa
Bronze horseman

ab.jpg
Lata velha
 

Paramos para comer um Subway antes de voltarmos para o hostel e mesmo assim foi difícil se comunicar, então quando vierem para a Rússia venham preparados. Ouvi dizer que em Moscou é diferente e até algumas placas estão em inglês. Passamos também em frente ao Mc Donald´s, Burger King e outras redes famosas e foi divertido ver como eles escrevem esses nomes. Conseguimos também mais uma foto com os guardinhas, esses bem novinhos com um uniforme diferente.

Subway
 

aaa.jpg
Mc Donald´s
Guardinhas depois das compras

Como tinha sobrado alguns Rubles (moeda russa) resolvemos parar naquela lojinha de souvenir e comprar algumas coisas. Antes de chegarmos lá, meu amigo viu um cara que parecia nos seguir. Na hora de cruzar a rua por baixo ele veio andando super rápido e demos passagem e para nossa surpresa ele parou ao invés de nos passar. Enfim, continuamos até a lojinha. Para minha surpresa, xadrez é um dos jogos mais comuns por aqui e eles são muito bons nisso então decidimos compramos um jogo de xadrez típico, super lindo de Matrioshka – aqueles bonequinhas que entram uma dentro da outra e representam a família! Quando estava saindo da loja só senti alguém caindo na minha perna e quando olho, meu amigo e um cara se pegando no chão!!!! 

Jogo de Xadrez e souvenirs
Nevsky Prospect 

Não sei bem como mas eles se largaram e meu amigo veio até mim e disse que ele tinha tentado me furtar, fiquei super assustada e quando coloquei a mão no bolso do casaco percebi que ele tinha conseguido. Nesse meio tempo o sinal tinha fechado e o russo enorme atravessou a rua com a maior tranquilidade  – aquela de mais de 25 metros de largura – e meu amigo por instinto saiu correndo atrás dele bem na hora que abriu o sinal. Foi tipo cena de filme ver ele correndo e os carros parando. E nisso eu fiquei do outro lado da rua desesperada, com a minha amiga gritando por HELP!! e ninguém, ninguém parou para me ajudar. Eu mal conseguia ver do outro lado da rua quando finalmente o sinal fechou e atravessamos correndo. Chegando lá vi meu amigo bem com o meu celular na mão, um policial que não falava inglês e o russo ladrãozinho.

Tentei explicar com gestos o que aconteceu e ele entendeu a situação e algemou o cara e colocou no carro da polícia. Nisso chegou um policial – no seu dia de folga – perguntando se falávamos inglês, um alívio. Expliquei tudo o que aconteceu para ele e ele queria que eu fosse para delegacia fazer B.O. só que eu não podia, ia pegar meu vôo no fim do dia e trabalhava no dia seguinte. Ficamos umas boas horas ali enquanto ele resolvia tudo e eu já não entendia mais nada, só sei que ele não me deixava ir embora. Perguntei se meus amigos não podiam ir na delegacia no meu lugar pois ainda iam ficar mais um dia, mas não, tinha que ser eu. Muito tempo depois, alguns papéis assinados – em russo, ele finalmente nos liberou, bem bravo pois mesmo com o flagrante se a vítima não vai na delegacia fazer o B.O. e reconhecer a pessoa eles só podem fichar ele e libertar… Infelizmente acho que foi o que aconteceu!

Depois de todo esse susto tive que correr até o hostel, fazer as malas e pegar um táxi, perdi uma tarde. Cheguei 10 minutos antes de fechar o check-in, mas pelo menos deu tempo e voltei sã e salva para Londres. Mesmo com o incidente eu simplesmente amei a Rússia e voltarei para conhecer Moscou, dessa vez com o celular na bolsa e bem agarrada nela!

Rússia: CHECK!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s