Rio de Janeiro – RJ – Brasil

DIA 4:

Saímos de Angra dos Reis por volta do meio dia e 3 horas depois estávamos no Rio de Janeiro – fizemos uma pausa no caminho pra almoçar já que em Angra estava tudo fechado (domingo). Nós ficamos hospedados as duas noites na casa do meu amigo Leandro – conhecemos ele na Austrália – e ele mora no Flamengo, super bem localizado. Quem nos recebeu foi o flatmate dele super gente boa – Félix.

Como já era fim do dia, pegamos o metrô no Flamengo (R$5 por pessoa) até a estação Cantagalo e andamos até Copacabana que estava lotada. Sentamos no Botequim Carioca (R$23) para tomar um drink e curtir. De lá seguimos até o Arpoador para ver o pôr do sol – bem cheio também mas valeu a pena, a vista é linda.

Caminhamos por Ipanema e voltamos para Copacabana para comer no Brabo´s Burger (R$67 para dois) – bom demais!! Recomendo super 🙂 De lá acabamos pegando um Uber (R$19) de volta pra casa do meu amigo – estávamos bem cansado e tava bem calor. Ficamos a noite ali trocando idéia com o Félix e fomos dormir.

Praia de Ipanema
Burger bom!

DIA 5:

Acordamos cedo para ir no Corcovado – já tinha comprado online os tickets (R$67.50 cada) para as 9:20. Pegamos um Uber (R$8) até a Estação Trem do Corcovado pois de lá subimos com o trenzinho que está incluso no valor do ticket. Vale muito mais a pena do que subir de carro até o topo e pagar estacionamento que gira em torno de R$40-50 quando tem vaga.

A subida é bem legal e a vista do alto do Corcovado e do Cristo Redentor é maravilhosa. Por ser cedo não estava muito cheio ainda mas é impossível tirar uma foto sem ninguém no fundo rs. Ficamos cerca de uma horinha lá e pegamos o trenzinho para descer.

O Félix nos deu a dica do Mirante Dona Marta então pedimos um Uber (R$8) porém chegando lá estava fechado devido a pandemia – uma pena! Deu para tirar uma foto no caminho mas a vista lá do topo fica para uma próxima. Pegamos um motorista muitoooo gente boa – Hilquias – que foi contando várias histórias do Rio e nos mostrando coisas – e até tirou essa foto nossa.

A caminho do Mirante Dona Marta
Ponte Rio Niteroi ao fundo

Já que estava fechado fomos com ele mesmo até o Botafogo Praia Shopping almoçar no Kotobuki Sushi com a minha amiga Bia que conheci em Londres – gastamos R$100 por pessoa com bebida e 10%. Recomendo demais!! Sushi maravilhoso e vista sensacional! Eles fazem o rodízio mas diferente pois vão passando toda hora diversos sushis além dos quentes e você pega quantos quiser de qual quiser, perfeito para evitar desperdício também.

Parece um quadro no fundo

Depois do almoço pegamos um Uber até o Aqua Rio e caminhamos pela cidade por um tour menos turístico e muito mais local e histórico com a Bia cariocaaaaa linda! Fomos pela Rua Rodrigues Alves passando pelos armazéns cheios de arte e das paredes pintadas com retratos lindos – incluindo o Todos somos um do Kobra. Uma parede enorme com representantes de cinco tribos, cinco continentes, cinco arcos feito para as Olimpíadas de 2016 – sendo na época o maior grafite do planeta de acordo com o Guinness Book. Lindo demais!

De lá passamos na Praça Mauá aonde vimos o Museu do Amanhã e aproveitamos para comprar uma água, Rio 40 graus que fala né?! Seguimos para o Largo da Prainha na Praça Manuel Antonio até a Pedra do Sal. Lá é aonde os escravos descarregavam sal e mais pra frente aonde os estivadores se reuniam para curtir um samba – o que segue sendo assim até hoje para todos que curtem o estilo musical.

Museu do Amanhã
Praça Manuel Antônio
Pedra do Sal

Andamos até o Centro passando pela Igreja da Candelária – que infelizmente ficou conhecida por conta da chacina que aconteceu em 1993. Duas quadras dali fica a Pira Olímpica. Continuamos até o Largo da Carioca aonde fica o famoso Arco do Teles e também a Igreja de Nossa Senhora do Carmo (só vimos por fora mas por fotos o interior é lindo). Passamos pela ALERJ e pela Igreja de São José também. O centro é muito histórico e toda essa arquitetura lembra muito as ruas da Europa.

Seguimos sentido Cinelândia passando pelo Santuário e Mosteiro de Santo Antônio e pelo Teatro Municipal da cidade. Ali do lado tem também a Catedral Metropolitana de São Sebastião – um conceito diferente e moderno de igreja.

Teatro Municipal

Chegamos finalmente na Lapa – que ainda não era nosso destino mas estava perto. Vimos os Arcos da Lapa e fomos subir os 250 degraus da Escadaria Sélaron que para nossa sorte estava vazia. Antes paramos no Ponto de Encontro Ximeninho (R$18) para refrescar – minha amiga e meu namorado com cerveja e eu com muita água. Estava um calor absurdo e um sol de rachar.

Arcos da Lapa
Do lado da escadaria
Escadaria Sélaron

Subimos para o bairro de Santa Teresa até o Parque das Ruínas – esse dica da minha amiga Maia, outra carioca linda que mora em Manchester – mas devido a pandemia também estava fechado. Deu para ver que é super interessante e tem uma vista incrível – fica pra próxima também.

Parque das Ruínas

Andamos ali pelo bairro, super bonitinho, passamos pelo Largo do Curvelo e adorei esse grafite da @rafamon que vimos no caminho. A parada final foi no Portella (R$33) para mais drinks e o merecido descanso final depois de andar 10km pelo Rio de Janeiro. Valeu pelo rolê Bia!!!! 🙂

Vermelhos, cansados mas felizes
Largo do Curvelo


De lá pegamos um Uber até a casa do Lê – que agora já tinha chegado – fomos no mercado comprar umas cervejas e pedimos uma pizza no Suburbanos (R$40). Bem gostosa. Ufa, que dia!

Obrigada Lê

DIA 6:

Acordamos e fomos tomar café da manhã na padaria Casa do Pão (R$43) ali no Flamengo mesmo, bem gostoso e cheio de variedades. De lá seguimos viagem para Arraial do Cabo.

Já estive no Rio de Janeiro outras duas vezes mas essa foi bem legal por visitar lugares novos e conhecer um outro RJ. Outras coisas que marquei para fazer (dicas da Maia) mas não ia dar tempo e tive que optar era Trilha Claudio Coutinho que sai da Praia Vermelha e sobe o primeiro morro da Urca – tranquila de fazer e tem uma vista linda. Aproveitar e pegar o bondinho pro Pão de Açúcar também (nele andei da última vez) e a Trilha da Pedra Bonita. Aliás, tem muita trilha com vistas incríveis no RJ, vale a pena pesquisar e fazê-las. Visitar o Real Gabinete Português de Leitura – parece estar numa biblioteca de filme. Ah, fui no Sambódromo Marquês do Sapucaí da outra vez com a minha prima alemã Annika e ela amou – confesso que eu também já que a gente pode experimentar uma fantasia de carnaval até rs. Dar uma volta na Lagoa Rodrigo de Freitas também é bem gostoso. Próxima vez eu volto pra ficar uma semana! Ah, as fotos abaixo são de 2012 – segunda vez que fui pro RJ.


Investimos cerca de R$700 para dois dias o casal – sem estadia já que ficamos no meu amigo, sendo:
* Comida e bebida: R$500
* Uber e metrô: R$65
* Corcovado – Cristo Redentor: R$135

Mais fotos no meu Instagram: @ca.pelo.mundo

Próxima parada: Arraial do Cabo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s