Osaka – Japão

Nem acredito que vim parar no continente asiático, uma mistura de sonho e realidade. Pousamos por volta das 11 da manhã em Osaka no Japão e nossos primos Carol e Otávio já estavam a nossa espera. Confesso que fiquei meio apreensiva quanto a imigração, afinal não estou acostumada, mas foi tudo muito tranquilo. Graças ao passaporte europeu, ganhamos 3 meses de visto e não nos perguntaram nada, super simpáticos.

Carol e Otávio

Escolhemos a Alitália para vir para o Japão e acertamos em cheio. O que me surpreendeu quando embarquei foi a trilha sonora ser brasileira, Seu Jorge é super famoso e conhecido por aqui, todos parecem adorá-lo. 

Do aeroporto seguimos direto para o centro de Osaka em busca de um hostel para ficar, o que mais nos agradou foi o Guest House La Kongo pois dá para ir caminhando para diversos lugares. Inacreditável como as ruas dos bairros são estreitas, mal passa um carro.

Deixamos o carro no estacionamento (super diferente por sinal, explico num próximo post) e fomos conhecer a cidade. Andamos pela Dotonbori que é a rua mais famosa pelos seus restaurantes e lojinhas e foi por lá que comi o primeiro sushi no Japão. É muito engraçado pois todos os restaurantes tem um mostruário na frente de como vem o prato, então basta apontar, pagar e pronto. Achei que todo japonês falasse inglês mas por enquanto estou me virando com gestos e pequenas palavras que aprendi. Quanto ao nome do restaurante, vou ficar devendo mas dá para ver aí embaixo na foto.

Mostruário
Primeiro sushi no Japão
Muito gostoso

Sentamos num banco ali na rua mesmo e comemos nosso sushi, diversos tipos diferentes de peixe que provavelmente nunca saberei quais eram, só posso afirmar que eram muito bons. Caminhamos pela rua toda, que é bem comprida e quando a sede bateu paramos num Kombini (conveniência) para comprar cerveja. Continuamos nossa caminhada felizes passando por Minami que é na verdade continuação da rua que comemos. De lá voltamos para o hostel, tomamos banho e descansamos para sair a noite.

Minami
Biro (cerveja em japonês)

 

Pelas ruas de Dotonbori

Outra coisa interessante é que em hotéis, restaurantes, templos e outros estabelecimentos não se pode entrar com os calçados que usamos na rua então eles oferecem Suripa, um chinelo para ser usado internamente. Além disso, quando se vai ao banheiro tem uma outra Suripa afinal no banheiro deixamos as nossas energias ruins que também não podem se misturar no restante do ambiente. Muita tradição e cultura por aqui. 

Suripa

A noite fomos até a região Shinsaibashi parando em diversos Kombinis no caminho para comprar cerveja e quando nos cansamos de caminhar optamos por um bar chamado Video Game Bar Space Station. Super diferente! Você compra sua bebida e pode jogar videogame a vontade (desde Mega Drive até Playstation 4) num ambiente aconchegante. Confesso que foi super divertido jogar Super Mario bêbada, uma mistura de infância e fase adulta. 

Video Game Bar Space Station

Saindo de lá a fome estava grande e pedimos um famoso petisco local chamado Takoyaki – uma massa frita com polvo. Não gostei muito do peixe seco que colocaram em cima, mas no geral achei gostosinho. 

Takoyaki

Na volta pro hostel percebemos que a região era cercada de placas como essa abaixo e nos demos conta que eram prostíbulos, ui, sim aqui também tem dessas coisas.

18+

No dia seguinte, acordamos cedo e tomamos café da manhã no Konbini. Lá tem de tudo da forma mais prática possível pra café da manhã, almoço, lanchinhos da tarde, enfim, impossível vir ao Japão e não ir lá o tempo todo ainda mais se for para economizar. Confesso que comprei sushi pro café da manhã!

Konbini

Pegamos o carro e fomos direto até a Tsutenkaku Tower mas não subimos nela pois não tínhamos muito tempo. Continuamos sentido o porto de Osaka aonde fica a Roda Gigante Tempozan e o aquário da cidade. Tudo muito bonito.

Tsutenkaku Tower
Roda Gigante Tempozan
Aquário

Almoçamos numa famosa rede de comida japonesa chamada Hottomotto, bem gostoso! Enquanto esperávamos ficar pronto aproveitei para tirar foto em frente a um santuário local. Pedi algo similar ao Yakisoba e um frango frito.

Santuário
HottoMotto

De lá fomos direto ao Castelo de Osaka, nossa parada final antes de seguirmos viagem a Kobe. Tudo muito lindo, completamente diferente da arquitetura européia que estávamos acostumados. A vista lá de cima também vale a pena a subida. 

A caminho do castelo
Castelo de Osaka 
Vista do topo

Já era fim de tarde quando partimos para Kobe…

34° país – Japão: CHECK!

Bandeira do Japão

2 comentários sobre “Osaka – Japão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s